Novas eleições

ONU pede investigação independente e imparcial das 51 mortes no Egito

Nesta terça-feira,  Navi Pillay reagiu ao anúncio do chefe de Estado interino um dia após os incidentes no Cairo; pelo menos 81 pessoas morreram desde o início da crise, na semana passada.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

ONU pede investigação independente e imparcial das 51 mortes no Egito