Nicholas Haysom

Somália está mais perto da paz duradoura, diz representante especial da ONU

Nicholas Haysom fez ponto de situação sobre a situação do país ao Conselho de Segurança; grupo Al-Shabaab continua a ser a maior fonte de insegurança; país cria Comissão Nacional Independente de Direitos Humanos.

ONU alerta para onda de sequestros no Afeganistão
BR

Missão expressou preocupação com ações contra passageiros viajando em veículos civis; representante do secretário-geral no país pediu o fim da prática “horrível”; cerca de 25 civis foram sequestrados em incidente recente.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU alerta para onda de sequestros no Afeganistão
BR

Funcionária da ONU é assassinada no Afeganistão
BR

Toorpaki Ulfat era considerada pela Missão das Nações Unidas no Afeganistão uma “respeitada defensora dos direitos humanos”; ela foi morta a tiros em Kandahar por pessoas que estavam numa moto.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Funcionária da ONU é assassinada no Afeganistão
BR

Violência vai tornar-se mais intensa no Afeganistão em 2015, prevê enviado

Em relatório, representante do secretário-geral cita disputa interna entre insurgentes Talebã após morte do líder Mullah Omar; Nicholas Haysom destacou  endurecimento de tom entre Cabul e autoridades do Paquistão.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Violência vai tornar-se mais intensa no Afeganistão em 2015, prevê enviado

Segurança e economia do Afeganistão continuam sendo “testadas”
BR

Afirmação foi feita no Conselho de Segurança pelo representante especial da ONU; segundo Nicholas Haysom, contração econômica após saída das tropas internacionais ainda é desafio; mais de 4 mil civis foram mortos ou feridos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Segurança e economia do Afeganistão continuam sendo “testadas”
BR

ONU pede inquérito sobre ataque que matou 15 pessoas no Afeganistão
BR

Em nota, vice-chefe da Missão no país, Unama, disse que as mortes são profundamente chocantes, uma vez que afegãos se preparam para comemorar o fim do ramadã com suas famílias.

Áudio -