nacionalidade

Bienal de Angola, novos ataques na Síria e OIM elogia Colômbia
BR

Neste #DestaqueONUNews, OIM elogia Colômbia por decisão de oferecer nacionalidade a crianças com pais venezuelanos nascidas no país; novos ataques na Síria geram preocupação com civis; Angola, União Africana e Unesco preparam evento pan-africano sobre cultura de paz.
 

Acnur apela a ação dos países para ajudar 12 milhões de apátridas do mundo

Agência da ONU para Refugiados quer eliminar o problema até 2024; 25 Estados ainda discriminam mulheres na atribuição de nacionalidade aos filhos; alguns países têm centenas de milhares de apátridas.

Acnur: milhares de apátridas recebem nacionalidade na Tailândia
BR

Segundo estimativas, há mais de 10 milhões de apátridas em todo o mundo;  agência espera que avanços tailandeses sejam positivos; Acnur lançou campanha #IBelong  para acabar com o sofrimento das pessoas sem nacionalidade em todo o mundo até 2024.

Áudio -

Acnur: milhares de apátridas recebem nacionalidade na Tailândia
BR

ONU Mulheres e Acnur apoiam campanha contra discriminação de gênero
BR

Iniciativa pede que países reformulem leis de cidadania para que mulheres possam ter mesmos direitos dos homens; no mundo inteiro, 27 nações têm legislações que proíbem mulheres de passar nacionalidade para filhos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU Mulheres e Acnur apoiam campanha contra discriminação de gênero
BR

Acnur comemora decisão da Grã-Bretanha de legalizar apátridas
BR

Determinação coloca fim ao limbo legal de pessoas que pediram asilo; para agência da ONU, mudança é “passo histórico”.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Áudio -

Acnur comemora decisão da Grã-Bretanha de legalizar apátridas
BR

ONU preocupada com milhões de pessoas sem nacionalidade

Estimativas apontam a existência de 12 milhões apátridas; Acnur defende que problema é agravado com o nascimento de mais filhos de pais sem nacionalidade.

[caption id="attachment_203694" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Acnur "]

Áudio -

ONU preocupada com milhões de pessoas sem nacionalidade