mutilação genital feminina

Países devem acelerar ações para combater casamento infantil e mutilação genital
BR

Práticas nocivas a meninas e mulheres fazem milhões de vítimas todos os anos; relatório Estado da População Mundial 2020, lançado nesta terça-feira, indica que 4,1 milhões serão submetidas à mutilação genital feminina ainda este ano; investimentos de US$ 3,4 bilhões até 2030 podem ajudar a eliminar a prática.

Meninas ainda sofrem com violência e discriminação apesar de ganhos na educação, diz estudo
BR

Fundo das Nações Unidas para a Infância destaca que número de meninas fora da escola baixou em 79 milhões em 20 anos; 10% das meninas pesquisadas em mais de duas décadas foram estupradas.

Jornal da ONU - 04 de fevereiro de 2020

Áudio -
4'37"

ONU “indignada” com morte de menina de 12 anos no Egito após mutilação genital
BR

Procedimento foi realizado por médico; em caso de morte, leis nacionais punem responsáveis com até 15 anos de prisão; ONU quer eliminar prática até 2030.

Mortes maternas podem ser evitadas com investimento de US$ 7,8 bilhões até 2030

Gastos anuais precisariam aumentar seis vezes para alcançar objetivo; novos dados do Fundo de População das Nações Unidas mostram benefícios de erradicar Mutilação Genital Feminina, casamento infantil e investir na educação de meninas.

ONU: mitos e fatos sobre a Mutilação Genital Feminina
BR

Atriz e embaixadora da Boa Vontade do Unfpa, Catarina Furtado, diz que é possível erradicar a prática; Nações Unidas estimam que pelo menos 200 milhões de meninas e mulheres tenham sido vítimas da MGF.  

Destaque ONU News - 6 de fevereiro de 2019
BR

Neste #DestaqueONUNews, ONU reforça apelo à eliminação da mutilação genital feminina; Brasil está entre os países que mais avançaram na proteção social de crianças. No final, acompanhe a visita da atriz Angelina Jolie a refugiados em Bangladesh.

Destaque ONU News Especial - 10 de novembro

Neste #DestaqueONUNews Especial, veja a entrevista com a diretora do Escritório do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, em Genebra, Mónica Ferro; a especialista fala sobre saúde materna e infantil, taxas de fertilidade e mutilação genital feminina; também apresenta as principais conclusões do relatório “O Estado da População Mundial”.  

Guiné-Bissau: mais de 200 comunidades deixam mutilação genital feminina

Decisão foi tomada em 2017; Escritório da ONU e Fundo das Nações Unidas para a População apoiam estudo sobre situação de práticas nefastas e violência doméstica.

Portugal em evento na ONU sobre fim de mutilação genital feminina

Fórum de Alto Nível reúne secretária de Estado da Cidadania e da Igualdade, Catarina Marcelino (foto), primeira-dama do Burkina Fasso, chefe do Unfpa e atriz portuguesa, Catarina Furtado, entre outros.

 Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -