mutilação genital feminina

Mortes maternas podem ser evitadas com investimento de US$ 7,8 bilhões até 2030

Gastos anuais precisariam aumentar seis vezes para alcançar objetivo; novos dados do Fundo de População das Nações Unidas mostram benefícios de erradicar Mutilação Genital Feminina, casamento infantil e investir na educação de meninas.

ONU: mitos e fatos sobre a Mutilação Genital Feminina
BR

Atriz e embaixadora da Boa Vontade do Unfpa, Catarina Furtado, diz que é possível erradicar a prática; Nações Unidas estimam que pelo menos 200 milhões de meninas e mulheres tenham sido vítimas da MGF.  

Destaque ONU News - 6 de fevereiro de 2019
BR

Neste #DestaqueONUNews, ONU reforça apelo à eliminação da mutilação genital feminina; Brasil está entre os países que mais avançaram na proteção social de crianças. No final, acompanhe a visita da atriz Angelina Jolie a refugiados em Bangladesh.

Destaque ONU News Especial - 10 de novembro

Neste #DestaqueONUNews Especial, veja a entrevista com a diretora do Escritório do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, em Genebra, Mónica Ferro; a especialista fala sobre saúde materna e infantil, taxas de fertilidade e mutilação genital feminina; também apresenta as principais conclusões do relatório “O Estado da População Mundial”.  

Guiné-Bissau: mais de 200 comunidades deixam mutilação genital feminina

Decisão foi tomada em 2017; Escritório da ONU e Fundo das Nações Unidas para a População apoiam estudo sobre situação de práticas nefastas e violência doméstica.

Portugal em evento na ONU sobre fim de mutilação genital feminina

Fórum de Alto Nível reúne secretária de Estado da Cidadania e da Igualdade, Catarina Marcelino (foto), primeira-dama do Burkina Fasso, chefe do Unfpa e atriz portuguesa, Catarina Furtado, entre outros.

 Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

Portugal em evento na ONU sobre fim de mutilação genital feminina

Atriz Catarina Furtado fala de recém-nascidos e mutilação genital feminina

Embaixadora de Boa Vontade do Unfpa alerta que “cada vez mais a prática é feita a crianças mais novas”; documentarista portuguesa destaca experiência com comunidades na Guiné-Bissau no dia para desencorajar o procedimento.

Paula Borges, da RTP em Lisboa para a ONU News.

Áudio -

Atriz Catarina Furtado fala de recém-nascidos e mutilação genital feminina

Mais comunidades abandonam mutilação genital feminina na Guiné-Bissau

Comité apoiado pelo Unicef revela focos de resistência com estratégias que podem envolver menores; região de Oio marca evento principal do Dia Internacional de Tolerância Zero a Mutilação Genital Feminina.

Amatijane Candé, de Bissau para a ONU News.

Áudio -