morte

“Malária deixou de ser a principal causa de morte de crianças em África”

Sudão do Sul lidera lista de países onde há ataques a funcionários humanitários

Nação mais nova do mundo teve 31 ocorrências no ano passado e substitui o Afeganistão que passou para o segundo lugar do grupo; Ocha divulgou dados para marcar o Dia Mundial de Assistência Humanitária, a 19 de agosto.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Sudão do Sul lidera lista de países onde há ataques a funcionários humanitários

ONU abre investigação sobre incidentes de violência no Sudão do Sul
BR

Hotel da capital teve episódio com morte, estupros e espancamento de civis por homens uniformizados em julho; secretário-geral recebeu alegações de falta de ação por tropas de paz durante o ataque.

Eleutério Guevane, Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

ONU abre investigação sobre incidentes de violência no Sudão do Sul
BR

Elie Wiesel: ONU presta tributo à “voz poderosa” do sobrevivente do Holocausto
BR

Comunicado do secretário-geral frisa que Mensageiro da Paz da ONU pediu uma vigilância constante no combate ao antissemitismo; Wiesel morreu aos 87 anos; ele marcava presença regular em vários eventos das Nações Unidas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Elie Wiesel: ONU presta tributo à “voz poderosa” do sobrevivente do Holocausto
BR

Conselho de Segurança condena morte de boina azul na Rep. Centro-Africana

Órgão alertou que ataques a soldados de paz das Nações Unidas podem constituir crimes de guerra; secretário-geral declarou que ataques àqueles que estão a trabalhar pela paz e segurança no país são “inaceitáveis”.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Conselho de Segurança condena morte de boina azul na Rep. Centro-Africana

Presidente da Assembleia Geral lamenta morte de ex-chefe do órgão
BR

John Ashe, 61, morreu nesta quarta-feira; ele serviu como presidente da Assembleia Geral da ONU entre setembro de 2013 e setembro de 2014; Ashe estava enfrentando acusações em tribunais nos Estados Unidos.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -