Mocambique

Insegurança alimentar em Moçambique, novas chuvas em Bangladesh e Fórum Político de Alto Nível 2019
BR

Neste #DestaqueONUNews, desastres naturais podem levar 1,9 milhão de moçambicanos à insegurança alimentar; novas chuvas são esperadas em Bangladesh após temporal que inundou acampamento dos rohingya; e encerra em Nova Iorque o Fórum Político de Alto Nível de 2019.

Ciclones podem aumentar para 1,9 milhão o número de moçambicanos enfrentando insegurança alimentar

PMA destaca difícil situação que vai prevalecer até próxima safra prevista para março no país; cerca de 900 mil beneficiários são de áreas afetadas pelo ciclone Idai e 100 mil de regiões assoladas pelo ciclone Kenneth.

Estudo revela que 10,5 milhões de refugiados receberam assistência médica em 2018

Angola e Moçambique estão entre países analisados em nova pesquisa; relatório indica queda progressiva de índices de mortalidade no grupo de refugiados com menos de cinco anos de idade.

Quarta de Empregos

O Sistema das Nações Unidas apresenta oportunidades de trabalho da semana de 17 de julho de 2019. Saiba como concorrer em países de língua portuguesa como Angola, Brasil, Cabo verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Conheça ainda as vagas disponíveis em outros escritórios da organização que aparecem em inglês ou francês, as línguas de trabalho das Nações Unidas.

Agência da ONU que combate drogas e crime dedica maior atenção a Moçambique
BR

Medida pretende confrontar questões como trânsito da heroína, tráfico de recursos naturais e ação de grupos terroristas; ocorrência desses fenômenos impulsiona aumento da cooperação com o governo para rápida implementação da resposta.

Guterres em Moçambique, ebola na RD Congo e animação portuguesa premiada na ONU

Neste #DestaqueONUNews, RD Congo confirma primeiro caso de ebola em cidade com mais de 2 milhões de pessoas, Guterres chama a atenção do mundo ao drama sofrido pelas pessoas afetadas pelos ciclones em Moçambique e portuguesa vence festival de filmes na ONU com animação sobre o desperdício de água.

Chefe da ONU vive “força” do povo moçambicano em área atingida por ciclone

António Guterres fecha visita a Moçambique após interagir com crianças em salas de aula sem teto, mulheres cultivando sem ferramentas e pessoas que não podem ver, ouvir ou falar; sobreviventes relataram episódios de destruição e esperança.

Em Moçambique, Guterres pergunta “Quantos tiveram a casa destruída?” e todos levantam o braço

Escola com centenas de crianças na segunda maior cidade de Moçambique continua a operar sem teto; chefe da ONU esteve com pessoas com deficiências que sofreram com o desastre natural da África Austral em décadas; secretário-geral visita campo de reassentamento.*

Declarações do secretário-geral António Guterres em Moçambique

O secretário-geral das Nações Unidas disse esta quinta-feira, em Maputo, que “Moçambique tem autoridade moral inegável” para pedir apoio da comunidade internacional depois dos ciclones que atingiram o país em março e abril.  António Guterres falava aos jornalistas no final de um encontro com o presidente moçambicano, Filipe Jacinto Nyusi, e vários membros do governo.

Guterres: “Moçambique tem autoridade moral inegável” para pedir apoio internacional

Secretário-geral encontrou-se com o chefe de Estado e membros do governo em Maputo; chefe da ONU recebeu atualização sobre a situação após ciclones idai e Kenneth; agenda da visita inclui a cidade da Beira e campo de reassentamento.