Minusca

Após novos ataques, Guterres reitera compromisso da ONU em proteger civis centro-africanos

Ataques que aconteceram durante a semana provocaram pelo menos 38 mortos; secretário-geral pede investigação das autoridades centro-africanas e que autores dos atos sejam julgados.

Portugal pode aumentar presença de soldados de paz na República Centro-Africana

Vice-chefe militar da Minusca espera aprovação de mais militares durante o mês de novembro; oficial disse que atuação portuguesa é um exemplo do que se pretende de países contribuintes com forças no país.

Etiópia elege primeira mulher presidente

Sahle-Work Zewde foi representante das Nações Unidas na União Africana; presidente da Assembleia Geral e diretora executiva da ONU Mulheres reagiram à nomeação; Zewde foi embaixadora acreditada em Cabo Verde e na Guiné-Bissau.

Em Nova Iorque, chefe da ONU deposita coroa de flores em tributo a forças de paz

Secretário-geral diz que Nações Unidas vão sempre honrar pacificadores; para António Guterres, perigos no terreno aumentaram; para ele, na ONU o símbolo mais conhecido é o do boina-azul.

Chefe da ONU condena ataque que matou soldado da paz na República Centro-Africana

Ataque no sudeste do país causou oito feridos; secretário-geral pediu investigação e lembrou que ataques a forças da ONU são considerados crimes de guerra.

Guterres diz que não se justifica “incitação à violência ou ao ódio” na República Centro-Africana

Surto de violência em Bangui matou 22 pessoas e provocou mais de 100 feridos desde terça-feira; secretário-geral pede a todas as partes que trabalhem juntas em prol da paz e estabilidade.

Porta-voz da Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Vladimir Monteiro

As Nações Unidas reforçaram o patrulhamento na capital da República Centro-Africana, Bangui, após ataques de grupos criminosos que mataram civis e provocaram vários feridos. Um soldado de paz contraiu ferimentos graves em incidentes ocorridos após a prisão de um integrante de um grupo criminoso.

ONU reforça patrulhamento na República Centro-Africana após ataques

Missão no país, Minusca, diz que incidentes ocorreram após prisão de um integrante de um grupo criminoso; agências de notícias citam mortes de 15 pessoas numa igreja; Nações Unidas pedem calma.

Soldado de paz da ONU é morto na República Centro-Africana
BR

Secretário-geral condena assassinato do boina-azul ruandês; ataque de homens armados contra a Minusca deixou oito soldados da ONU feridos; atentados contra Missões de Paz da ONU podem ser crimes de guerra.

Ataque de milícias mata soldado de paz e faz 11 feridos na República Centro-Africana

Incidente ocorreu em base temporária da missão da ONU no país; operação de paz descobriu corpos de 21 civis na segunda-feira; vítimas incluem mulheres e crianças.