Michelle Bachelet

ONU elogia maior cooperação do México na promoção dos direitos humanos

Alta comissária da ONU fez visita ao país; novo presidente comprometeu-se a promover direitos humanos e combater violência; número de mortes violentas é equivalente ao de um país em guerra, 252.538 desde 2006.

Líbia: “ataques contra civis e infraestrutura podem equivaler a crimes de guerra”
BR

Alerta foi feito pela alta comissária para os direitos humanos, horas após novos ataques na capital Trípoli; secretário-geral reitera pedido de suspensão imediata de operações militares para melhorar situação atual e impedir conflito.

ONU pede ao Brunei que impeça entrada em vigor de código penal "draconiano"

Nova legislação deverá entrar em vigor a 3 de abril; morte por apedrejamento e amputação poderão ser penas aplicadas; alta comissária considera que pode ser “um sério revés” para a proteção dos direitos humanos do povo de Brunei.

ONU fecha representação de direitos humanos no Burundi após insistência do governo
BR

Bujumbura justifica decisão com “avanços suficientes que não justificam a existência de escritório” no país; alta comissária revela que mesmo com a medida serão exploradas outras formas de trabalho nessa área.

Chefe dos direitos humanos alerta para situação de 93 milhões de crianças com deficiência

Michelle Bachelet discursou esta segunda-feira num evento da 40ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos; alta comissária afirmou que é preciso mudar atitudes para proteger os direitos destas pessoas. 

ONU abre 40ª sessão do Conselho de Direitos Humanos

Secretário-geral e presidente da Assembleia Geral participam no segmento de alto nível que acontece em Genebra; Angola e o Brasil são os únicos países de língua portuguesa representados no órgão de 47 Estados-membros.

Síria: Bachelet quer proteção de civis após ataques que mataram dezenas em Idlib
BR

Chefe de Direitos Humanos está preocupada com aumento de bombardeios terrestres e disputas internas; nota defende que é melhor ter populações protegidas mesmo levando tempo para recuperar áreas controladas pelo Isil.

ONU receia que alterações à lei da reconciliação provoque impunidade  na Guatemala

Alta comissária para os Direitos Humanos expressa séria preocupação em relação a crimes graves; emenda na lei representa amnistia generalizada a todos os casos de violação de direitos humanos; condenados poder ser libertados em 24 horas.

Michelle Bachelet: “é necessário maior sentido de urgência para cumprir Agenda 2030”

Alta comissária dos Direitos Humanos apela a mais ação na redução das desigualdades; representante considera que mundo “não está no caminho certo”; Agenda 2030 foi adotada há 1.111 dias.

ONU quer que Guatemala garanta liberdades democráticas e instituições
BR

Vários setores da sociedade civil organizaram protestos que devem ocorrer nos próximos dias em diversas cidades; entre razões para manifestações está a decisão de expulsar Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala, Cicig.