Mariângela Simão

Mais material em português ajudaria com ações de regulação na África, diz OMS

Diretora-geral-assistente da Organização Mundial da Saúde, Mariângela Simão, afirma que países de língua portuguesa podem ser ainda mais beneficiados se literatura sobre regulação de medicamentos, que é geralmente produzida em inglês e francês, também fosse escrita em língua portuguesa.

Mariângela Simão, diretora-geral assistente da OMS

Diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde, OMS, fala sobre ameaças à saúde da população mundial, como o vírus do ebola e o regresso do sarampo a alguns países. 

Brasileira na OMS cita lições do programa sobre HIV para novas políticas
BR

Brasileira na OMS cita lições do programa sobre HIV para novas políticas
BR

Diretora-geral-assistente para área de acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos, Mariângela Simão, toma posse nesta quarta-feira; médica afirma que acesso universal criado pelo Brasil, e várias nações, serve como inspiração para novas políticas de acesso a medicamentos contra outra

Áudio -

Exclusiva: Mariângela Simão

Exclusiva: Mariângela Simão

A nova diretora-geral-assistente da Organização Mundial da Saúde, Mariângela Simão, toma posse neste 1º de novembro, em Genebra.

A médica brasileira será responsável pela área de acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos.

Áudio -

Nova liderança da OMS vem de 14 países e tem 60% de mulheres
BR

Nova liderança da OMS vem de 14 países e tem 60% de mulheres
BR

Participa da equipe a médica brasileira Mariângela Simão, escolhida para a diretoria-geral-assistente para Medicamentos, Vacinas e Produtos Farmacêuticos; ela tomará posse em 1º de novembro.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Nova chefe da área de medicamentos da OMS quer mais acesso a remédios
BR

Nova chefe da área de medicamentos da OMS quer mais acesso a remédios
BR

A médica brasileira Mariângela Simão, que também ficará encarregada de vacinas e produtos farmacêuticos defende mais políticas públicas e parcerias para atender aos pacientes que precisam.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -