malária

Entrevista: José Salema, chefe do sistema ONU em São Tomé e Príncipe

“Malária deixou de ser a principal causa de morte de crianças em África”

Maioria das 6,2 milhões de vidas salvas nos últimos 16 anos é formada de crianças;  OMS celebra avanços, mas adverte que 830 milhões de africanos continuam em risco de contrair a doença.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

“Malária deixou de ser a principal causa de morte de crianças em África”

ONU prioriza comunicação para acabar com a malária em São Tomé e Príncipe

ONU prioriza comunicação para acabar com a malária em São Tomé e Príncipe

Representante da organização no país revela que ainda é preciso realizar ações de prevenção; país recebeu vários prémios internacionais pelos sucessos no combate à doença; responsável quer maior capacidade de resposta local.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

OMS alerta para um dos “seres” mais mortais do mundo
BR

OMS alerta para um dos “seres” mais mortais do mundo
BR

Organização Mundial da Saúde chama a atenção para algumas das doenças transmitidas pelos mosquitos; somente em 2015, a malária causou a morte de 438 mil pessoas em todo o mundo.

Michelle Alves de Lima, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU alerta para impacto da combinação de conflito e surtos no Sudão do Sul

ONU alerta para impacto da combinação de conflito e surtos no Sudão do Sul

Número de sul-sudaneses nos países vizinhos subiu para 900 mil; doenças incluem cólera, sarampo, malária e malnutrição; centro que trata cólera na capital precisa de pelo menos 100 camas para cuidar dos pacientes.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Sudão do Sul: explosão de casos de malária no maior local que protege civis

OIM envia suprimentos para combater a doença que chega para 40% dos habitantes do complexo de Bentiu; instalações da ONU acolhem 68% dos sul-sudaneses que buscam abrigo no mais novo país do mundo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -