língua portuguesa

Escritor moçambicano, Mia Couto

O escritor moçambicano  fala sobre desenvolvimento no seu país, a importância  da língua portuguesa e o papel que os escritores podem ter nesses assuntos. Mia Couto junta sua voz à de líderes de várias áreas nos esforços globais para o sucesso da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, ODSs. Para o também poeta e jornalista, a educação deve ter prioridade.  O autor fala também sobre o seu último livro, "A Água e a Águia", lançado no mês de outubro.  

Não importa o sotaque dominante, mas sim projetar a língua portuguesa em sua diversidade, diz Mia Couto

Escritor declarou que há muito a fazer para que idioma “seja mais aberto para o mundo e o mundo seja mais aberto para a língua portuguesa”; mais de 260 milhões de pessoas se expressam em português em todo o planeta.*

Guterres: “Há uma reação hoje no mundo pela afirmação da diversidade”

Chefe da ONU falava a jornalistas este sábado durante as celebrações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Cplp na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Língua portuguesa junta centenas nos jardins da ONU

Veja aqui imagens das celebrações na sede da ONU, em Nova Iorque. Eleutério Guevane entrevista João Camacho, professor na Kean University, uma luso-descendente que participa num rancho folclórico e uma dirigente da Mantena Global Care, uma organização comunitária de Newark, em Nova Jérsia. 

Portugal diz que língua facilita partilha de práticas contra desigualdade

Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade de Portugal defende que combate à violência contra mulher “é uma batalha que nunca está ganha”; Rosa Monteiro diz que país quer intensificar cooperação a nível da Cplp.