Liberdades

Quénia deve agir para garantir eleições pacíficas, dizem especialistas da ONU

Pleito decorre nesta terça-feira; pare relatores especiais, respeito a direitos e liberdades fundamentais das pessoas são a chave para eleições livres e justas e para participação pública.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.*

Três especialistas* em direitos humanos da ONU pediram ao governo do Quénia que faça todo o possível para garantir eleições pacíficas e um processo de votação livre e justo nesta terça-feira.

ONU diz que é preciso preservar separação de poderes na Venezuela BR

Em comunicado, alto comissário de direitos humanos mostra “preocupação profunda” com decisão da Suprema Corte do país de assumir poderes legislativos na Assembleia Nacional venezuelana.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O alto comissário das Nações Unidas para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, afirmou estar “gravemente preocupado” com a decisão da Suprema Corte da Venezuela em assumir os poderes legislativos da Assembleia Nacional.