Lei, Crimes & Justiça

Bagdá foi a cidade iraquiana mais afetada pela violência em dezembro
BR

Terrorismo matou pelo menos 69 civis e deixou mais de 140 feridos em todo o país, de acordo com a Missão da ONU no Iraque, Unami; balanço é muito similar aos números de novembro, o que para a missão é lamentável.

Relatores da ONU repudiam leis sauditas contra terrorismo para punir ativistas
BR

Em comunicado conjunto, grupo diz que existe um padrão de prisões sistemáticas e arbitrárias e pede a libertação de todos os detidos indevidamente; mais de 60 jornalistas, líderes religiosos, acadêmicos e ativistas foram presos desde setembro.

Declaração contra tráfico humano tem 33 países da América Latina
BR

Guterres condena ataque à igreja no Egito que matou pelo menos nove pessoas

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, secretário-geral da ONU desejou pronta recuperação aos feridos e disse que os responsáveis pelo crime têm de ser levados à justiça.

Relatoras dizem que Filipinas têm que proteger povos indígenas
BR

Especialistas em direitos humanos emitiram comunicado alertando para impacto "maciço" das ações militares na ilha de Mindanao, que também foi afetada por  tempestade tropical no sábado; meteorologia prevê mais chuvas.

ONU condena ataque suicida que matou pelo menos 40 pessoas no Afeganistão
BR

Em nota, Missão da ONU no país, Unama, informa que muitas crianças podem estar entre as vítimas, e que número de mortes de civis pode subir.

Unicef: nível de crianças vítimas de conflitos é chocante
BR

Menores de idade raptados por grupos extremistas; crianças mortas em países como Afeganistão e outras obrigadas a explodir bombas na África; agência da ONU pede que brutalidade não seja a nova norma.

África do Sul introduz direitos humanos nos currículos escolares a partir de 2018

Unicef avalia 2017 como um “ano horrível” para as crianças do Iêmen
BR

Somente em dezembro, mais de 80 menores foram mortos ou ficaram feridos devido ao conflito; milhões enfrentam epidemia de cólera, fome e sofrem com a falta de acesso ao sistema de saúde.

ONU cria força-tarefa para tratar casos de assédio sexual na organização
BR

Decisão do secretário-geral António Guterres vai de acordo com a política de tolerância zero para esse tipo de comportamento; grupo irá verificar como estão sendo investigadas as alegações e que tipo de proteção as vítimas recebem.