Lei, Crimes & Justiça

Situação após ataques em Darfur é conturbada, diz ONU
BR

Um comunicado da missão divulgado neste domingo indica que forças da operação conjunta das Nações Unidas e da UA efetuaram este fim de semana dezenas de patrulhas em mais de 50 aldeias e campos para deslocados; cinco militares ruandeses morreram em incidentes separados.

Dois capacetes azuis da Unamid mortos em Darfur

Um comunicado da missão conjunta da ONU e da UA diz que os dois militares eram do Ruanda; 17 capacetes azuis já morreram na província sudanesa desde a criação da Unamid em Janeiro de 2008.

Promotor diz que Sudão não está a cooperar com TPI (Português África)

Luis Moreno Ocampo revelou que os recentes esforços do tribunal visam encorajar o Sudão a respeitar as suas responsabilidades como Estado membro da ONU, pondo cobro aos crimes e prendendo as pessoas indiciadas pelo TPI; órgão emitiu mandado de captura contra presidente Bashir em Março.

Interpol treina policiais no combate à caça ilegal de tigres
BR

Curso da Convenção sobre Mercado Internacional de Espécies em Risco da Fauna e da Flora, Cites, e da Organização Internacional de Polícia Criminal foi realizado durante uma semana na Indonésia; estimativas atuais indicam que restam apenas 3,5 mil tigres selvagens na Ásia.

Navios estrangeiros combatem piratas na Somália
BR

Organização Marítima Internacional aprova resolução para que embarcações de outros países entrem em corredor marítimo da Somália; os marinheiros foram aconselhados a usar águas territoriais seguras.

Projeto beneficia migrantes brasileiros no Paraguai
BR

Acordo entre a Organização Internacional de Migrações e o governo do Paraguai concede residência a brasileiros em situação irregular ao leste do país; cerca de 100 mil vivem nessa região, de acordo com números do censo paraguaio divulgados pela OIM.

OMI reforça combate à pirataria ao largo da Somália (Português África)

Resolução aprovada pelo órgão autoriza navios estrangeiros a entrar nas águas territoriais do país para combater os piratas, desde que avisem com antecedência ao governo transitório da Somália e a ONU.

Ataque na Somália é ato covarde de terrorismo, diz ONU
BR

O atentado suicida matou pelo menos 19 pessoas, entre ministros e jornalistas; em comunicado conjunto, as Nações Unidas afirmaram que trata-se de uma demonstração do total desrespeito pela vida humana.

ONU condena ataque que matou 19 na Somália

Três ministros e dois jornalistas entre as vítimas de um atentado contra uma cerimónia de graduação para estudantes de medicina num hotel de Mogadíscio.