irmandade muçulmana

Relatores da ONU pedem resposta urgente do Conselho de Direitos sobre penas de morte no Egito

Grupo fala de violação de direitos de 75 pessoas condenadas após participar em manifestações; pronunciamento deplora amnistia a militares suspeitos de cometer graves violações.

Ban e Pillay preocupados com novas sentenças de morte no Egito
BR

Ban e Pillay preocupados com novas sentenças de morte no Egito
BR

Corte do país decidiu condenar à pena capital 183 pessoas; jornalistas da Al Jazeera foram sentenciados a até 10 anos de cadeia; secretário-geral e alta-comissária de Direitos Humanos dizem que decisões não estão de acordo com a lei internacional.

Áudio -

Alta comissária da ONU exige garantias judiciais sobre presos no Egito
BR

Alta comissária da ONU exige garantias judiciais sobre presos no Egito
BR

Em comunicado, Navi Pillay disse que autoridades egípcias devem liberar o envio de especialistas em direitos humanos para avaliar a situação no terreno; segundo agências de notícias, mais de 900 pessoas morreram desde agravamento da crise na última quarta-feira.

Áudio -

Autoridades egípcias instadas a tratar detidos de forma humana

Autoridades egípcias instadas a tratar detidos de forma humana

Escritório da ONU para os Direitos Humanos quer garantias judiciais sob o direito internacional para os detidos; entidade cita relatos da prisão de centenas de membros da Irmandade Muçulmana nos últimos dias.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Ban quer plano credível para o fim da violência no Egito

Ban quer plano credível para o fim da violência no Egito

Secretário-Geral defende que “polarização acentuada” exige partilha de responsabilidades entre as autoridades e os políticos; agências de notícias apontam várias detenções na retirada de manifestantes de uma mesquita no Cairo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Ban: Egito deve soltar Mursi e outros presos ou demonstrar transparência
BR

Secretário-Geral manifestou preocupação com situação na nação árabe; mais manifestações foram marcadas para esta sexta-feira em Cairo, capital do país.