incêndio

Destaque ONU News - 16 de abril de 2019

Neste #DestaqueONUNews, Unesco disponibiliza equipa de peritos para avaliar estragos na Catedral de Notre-Dame, em Paris; em Moçambique continuam as operações de ajuda humanitária e analisamos as mudanças políticas na Guiné-Bissau.

Guterres: destruição no Museu Nacional é perda inestimável para toda a humanidade

Secretário-geral manifesta solidariedade com brasileiros em sua conta no Twitter; Unesco fala de fragilidade de mecanismos nacionais de preservação dos bens culturais após incêndio que consumiu coleção no Rio de Janeiro.

ONU quer investigação de incêndio que matou 68 em prisão na Venezuela

Escritório dos Direitos Humanos quer que seja divulgada a causa do incidente de quarta-feira na cidade de Valencia, no norte; nota quer aplicadas medidas imediatas sobre condições de detenção.

Portugal: temperaturas “extremamente altas” contribuíram para trágico incêndio
BR

Porta-voz da Organização Meteorológica Mundial, OMM, falou com jornalistas nesta terça-feira sobre ondas de calor em diversas partes do mundo; Clare Nullis afirmou que este tem sido mais um ano “excepcionalmente quente”.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Portugal: temperaturas “extremamente altas” contribuíram para trágico incêndio
BR

Quénia com US$ 203 milhões para obras pós-incêndio no aeroporto

Banco Mundial revela que montante deve apoiar instalação de novo terminal de chegadas internacionais; estima-se que fluxo diário de passageiros esteja em torno de 16 mil pessoas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Quénia com US$ 203 milhões para obras pós-incêndio no aeroporto

OIT lamenta novo incêndio em fábrica de roupas em Bangladesh
BR

Pelo menos nove pessoas morreram e dezenas ficaram feridas com o fogo que atingiu a fábrica próxima à capital, Daca; em abril, um incêndio semelhante fez mais de 1,1 mil vítimas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

OIT lamenta novo incêndio em fábrica de roupas em Bangladesh
BR

Equipa da ONU analisa impacto do incêndio no maior aeroporto do Quénia

Em uma semana, operação também deve avaliar possível presença de amianto e a gestão de resíduos de desastres; Cerca de 16 mil passageiros passam diariamente pelo maior aeroporto da África Ocidental e Central.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -