Filtrar por conteúdo:

impunidade

ONU apela ao fim da impunidade por violência sexual na Ucrânia BR

Relatório de Missão ONU descreve medidas necessárias para prevenir violência sexual, melhorar a resposta e garantir justiça para os sobreviventes; segundo alto comissário para direitos humanos, impunidade encoraja os criminosos”

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Sobreviventes de violência sexual cometida durante o conflito armado na Ucrânia frequentemente não recebem justiça nem cuidados e aconselhamento adequados, fazendo com que sejam “vitimizados duas vezes”.

ONU quer medidas contra casos de estupros na Libéria

Relatório divulgado nesta sexta-feira revela que número de ocorrências subiu assim também como os casos de impunidade para autores do crime.

Monica Grayley, da Rádio ONU.*

Um relatório preparado pelas Nações Unidas revela que a Libéria notifica um aumento no número de casos de estupros.

O documento divulgado pela Missão da ONU na Libéria, Unmil, e pelo Escritório do Alto Comissário de Direitos Humanos, reuniu depoimentos e informações de especialistas em direitos humanos entre janeiro de 2015 e março deste ano.

Delitos

Chefe da Missão da ONU na Líbia condena morte de 12 prisioneiros em Trípoli

Martin Kobler pediu investigação conjunta nacional e internacional; ação ocorreu após libertação ser anunciada por tribunal.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O representante especial do secretário-geral da ONU na Líbia, Martin Kobler, condenou de forma veemente o assassinato de 12 prisioneiros em Trípoli depois de suas libertações serem anunciadas pelo tribunal.

ONU pede cooperação para combater a impunidade nos Grandes Lagos

Evento juntou procuradores da região africana no Quénia; ideia é melhorar eficácia de acordos entre os países; representante da ONU destaca efeitos da violência para a paz e segurança.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O enviado especial das Nações Unidas para os Grandes Lagos, Said Djinnit, enviou uma mensagem a vários procuradores africanos a destacar a importância da cooperação judicial para combater a impunidade na região africana.