Guiné-Bissau

Obituário: Malam Bacai Sanhá, ‘um político que buscava consensos’

Estudante universitário na ex-Alemanha de Leste, a vida do antigo presidente da Guiné-Bissau segue a do partido Paigc, fundado por Amílcar Cabral. Muçulmano natural de Empada, Bacai Sanhá conseguiu a presidência à terceira candidatura, mas a morte veio a interromper mandato.

Áudio -

Entrevista: Embaixador João Soares da Gama

Após o anúncio da morte do Presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, o embaixador do país junto das Nações Unidas, João Soares da Gama, indicou que a nação está em choque com a morte inesperada do chefe de Estado.

Áudio -

Entrevista: Embaixador João Soares da Gama

Nações Unidas lamentam morte de Bacai Sanhá e pedem respeito pela Constituição

Em comunicado, o Secretário-Geral da ONU expressou “tristeza profunda” pela morte do presidente e elogiou o seu stilo de liderança; a Guiné-Bissau, país de língua portuguesa no oeste da África, luta para consolidar a paz após várias tentativas de golpe de estado; Ban pediu que “arranjos de sucess

Áudio -

Nações Unidas lamentam morte de Bacai Sanhá e pedem respeito pela Constituição

Malam Bacai Sanhá queria ser “o Lula da Guiné-Bissau”

Na primeira entrevista concedida à Rádio ONU, após ser eleito, Malam Bacai Sanhá disse que seu sonho era ser como o ex-presidente do Brasil no país de língua portuguesa do oeste da África; Bacai Sanhá passou pouco mais de dois anos no cargo até sua morte, anunciada nesta segunda-feira.

Áudio -

Malam Bacai Sanhá queria ser “o Lula da Guiné-Bissau”

ONU lamenta morte do presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá
BR

Em nota, emitida pelo porta-voz, Secretário-Geral expressou “tristeza profunda” e elogiou o estilo de liderança do chefe de Estado; país de língua portuguesa, no oeste da África, luta para consolidar a paz após várias tentativas de golpe; Ban pediu que “arranjos de sucessão” sejam respeitados.

Áudio -

ONU lamenta morte do presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá
BR

O presidente africano que queria ser “o Lula da Guiné-Bissau”
BR