Golfo da Guiné

OMI recebe US$ 1 milhão para Fundo de Segurança do Golfo da Guiné

Entrevista: Carlos Agostinho das Neves

Novo embaixador de São Tomé e Príncipe fala à Rádio ONU após seus discurso na Assembleia Geral, nesta terça-feira.

Áudio -

Entrevista: Carlos Agostinho das Neves

São Tomé e Príncipe quer mundo atento à pirataria no Golfo da Guiné

País receia efeito de branqueamento de capitais e financiamento de atos ilícitos e criminosos; na Assembleia Geral, são-tomenses encorajam esforços para estabilizar a Guiné-Bissau.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

São Tomé e Príncipe quer mundo atento à pirataria no Golfo da Guiné

ONU: África Ocidental requer esforço coordenado contra instabilidade

No Conselho de Segurança, representante do Secretário-Geral para a região cita Sahel e Golfo da Guiné como áreas de maior instabilidade; problemas incluem terrorismo, crime organizado e pirataria.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

ONU: África Ocidental requer esforço coordenado contra instabilidade

ONU saúda estratégia contra pirataria na África Ocidental e Central

Plano regional contra a pirataria marítima e outras atividades ilegais envolve Angola, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe; no ano passado, mais de 30 ataques piratas provocaram danos de até € 77,7 milhões.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

ONU saúda estratégia contra pirataria na África Ocidental e Central

Estudo da ONU analisa ameaça da pirataria em África

Documento sobre estratégia regional debruça-se sobre a forma como os países combatem a pirataria no Golfo da Guiné; iniciativas individuais para combater fenómeno apenas “empurram” piratas de uma área de ação para outra.

Áudio -