Golfo da Guiné

Especialistas alertam para ameaça crescente de crime marítimo transnacional

Conselho de Segurança debateu o tema como parte da presidência da Guiné Equatorial este fevereiro; evento de alto nível teve discursos do diretor executivo do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime e secretária executiva da Comissão do Golfo da Guiné.

São Tomé e Príncipe quer mais ambição em fundos contra mudança do clima
BR

Presidente Evaristo Carvalho disse que ação para combater o problema será um  legado às próximas gerações; discurso na Assembleia Geral realça ameaça do terrorismo, resolução de conflitos e apoio ao fim da crise na Guiné-Bissau. 

Áudio -

São Tomé e Príncipe quer mais ambição em fundos contra mudança do clima
BR

Incidentes piratas aumentaram mais de um terço este ano no Golfo da Guiné

OMI assinala subida do número de pessoas sequestradas em navios  em relação a 2015; resolução do Conselho de Segurança destaca aumento da cooperação na segurança marítima regional.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Incidentes piratas aumentaram mais de um terço este ano no Golfo da Guiné

Conselho de Segurança debate ataques de piratas no Golfo da Guiné

Discussão é organizada por China, Angola e Senegal; órgão adotou declaração a expressar profunda preocupação com a ameaça à navegação internacional, segurança e desenvolvimento económico dos Estados da região.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Conselho de Segurança debate ataques de piratas no Golfo da Guiné

Nigéria contribui com US$ 100 mil para segurança no Golfo da Guiné

Quatro países africanos de língua portuguesa integram grupo de nações que pretende abordar a pirataria de forma integrada; duas resoluções do Conselho de Segurança realçam ameaça da problema e dos assaltos à mão armada na região.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Nigéria contribui com US$ 100 mil para segurança no Golfo da Guiné

OMI recebe US$ 1 milhão para Fundo de Segurança do Golfo da Guiné

Oferta do Japão é destinada ao local estratégico para os lusófonos Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau; agências noticiosas citam aumento crescente da pirataria na região africana.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -