FMI

Chefe do FMI, Christine Lagarde, confirma nomeação para presidente do Banco Central Europeu

Lagarde anunciou que deixará de exercer temporariamente suas responsabilidades como diretora administrativa do organismo multilateral; ex-ministra francesa foi primeira mulher no mais alto cargo do Fundo Monetário Internacional.

FMI recomenda menos restrições ao crescimento e mais empregos na África do Sul

Análise da instituição aponta para uma fraca expansão da economia se não forem implementadas reformas estruturais; com novas autoridades, especialistas destacam oportunidade para reduzir custo de fazer negócios.

Guiné-Bissau com “forte interesse” em novo programa do FMI

Grupo de especialistas visitou o país e reuniu com chefes de Estado e de governo; nova visita pode acontecer em setembro para discutir acordo com novo executivo; em 2019, défice orçamental deve ser 3% e economia deve crescer 5%.

Banco Mundial: “crescimento do rendimento não chega para garantir prosperidade compartilhada”

Instituição destaca que mais de 700 milhões de pessoas ainda vivem em extrema pobreza no mundo; Reuniões de Primavera destacaram momento marcado por concentração da pobreza global na África e necessidade de cooperação internacional.

FMI elogia reformas económicas implementadas para superar crise em Portugal

Taxa de desemprego caiu de 16% em 2013, para os 7% em 2019; Europa deve fortalecer as suas defesas contra a crise e progredir na direção da integração; exportações e o turismo continuam a crescer.

“Há fome tremenda de paz no Afeganistão”, declara agência da ONU 

Declaração é do vice-representante especial da Missão das Nações Unidas no país, Unama; conferência internacional de alto nível acontece até quarta-feira em Genebra.

Chefe da ONU chama atenção para cooperação financeira internacional e desenvolvimento sustentável
BR

Na Indonésia, secretario-geral pediu investimentos urgentes, financiamentos de longo prazo e estabilidade global para superar obstáculos para a inclusão, resiliência e crescimento mundial sustentável.

Economia da África Subsaariana deve crescer mais de 3% em 2018

FMI destaca ajustes de políticas e ambiente externo favorável como motivos que favorecem expansão; Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Moçambique na lista de países com dívidas; Angola tem destaque devido a uso intensivo de recursos. 

FMI vê crescimento a abrandar na Guiné-Bissau devido à queda na produção de castanha

Economia do país lusófono deve crescer 3,8% este ano; défice do Estado deve aumentar para 3,6%; Fundo Monetário Internacional, FMI, terminou trabalho de duas semanas no país.

Angola pede ajuda do FMI em programa econômico

Especialistas visitaram país lusófono africano nas primeiras duas semanas de agosto; negociações devem começar assim que possível.