Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime

ONU: Brasil tem a segunda maior taxa de homicídios da América do Sul
BR

Timor-Leste ocupou posição similar no Sudeste Asiático em 2017; estudo aponta que número de pessoas assassinadas está 80% acima dos mortos em conflitos armados; mulheres são mais frequentemente assassinadas por familiares e parceiros íntimos.

Ação para ajudar crianças recrutadas por grupos terroristas

Neste Destaque ONU News Especial, a diretora do Programa Mundial sobre a Violência contra Crianças da Unodc, Alexandra Martins, explica o plano de ação para ajudar crianças que são recrutadas por grupos terroristas.  A estratégia do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, está a ser elaborada em conjunto com os governos dos países e entidades da sociedade civil.

Mais de 120 países debatem combate ao crime movido pela intolerância

ONU pede ação conjunta para promover rejeição do ódio; Viena acolhe 28ª sessão da Comissão de Prevenção ao Crime e Justiça Criminal; até US$ 40 bilhões da corrupção têm “porto seguro” em grandes centros financeiros do mundo por ano.

Área de cultivo de coca no Peru aumentou 14% em 2017
BR

Análise sobre o período destaca que área cultivada de coca atingiu um total de 49.900 hectares; cultivo de matéria-prima para produção da cocaína atingiu 117.292 toneladas.

Entrevista: Relatório Mundial Sobre Drogas 2016

Mariângela Simão é chefe da Divisão de Prevenção, Vulnerabilidade e Direitos do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/ Aids e esteve no lançamento do Relatório Mundial Sobre Drogas 2016.

Áudio -

Entrevista: Relatório Mundial Sobre Drogas 2016

Relatório revela que drogas mataram pelo menos 207 mil pessoas em 2014
BR

Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, afirma que 29 milhões de usuários sofrem transtornos associados ao consumo; estudo traz casos de países lusófonos como Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

Relatório revela que drogas mataram pelo menos 207 mil pessoas em 2014
BR

Unodc ajuda a equipar locais para combater o crime na Guiné-Bissau

Áreas de Tombali e Bolama são conhecidas pelas fronteiras vulneráveis e pelo potencial de crimes em mais de 80 ilhas; detidos supostos terroristas detidos que passaram pelo país.

Amatijane Candé, da Rádio ONU em Bissau.

Áudio -

Unodc ajuda a equipar locais para combater o crime na Guiné-Bissau