Equador

Discriminação contra afrodescendentes no Equador deve acabar, dizem especialistas da ONU
BR

Maiores dificuldades são de acesso à justiça, segurança, terra, água potável, educação, saúde, moradia e oportunidades econômicas; 7,2% da população do Equador são afro-equatorianos, mas grupo representa 40% dos que vivem na pobreza. *

Secretário-geral elogia iniciativa de diálogo no Equador  
BR

Primeira reunião de diálogo estava programada para ocorrer na tarde deste domingo; presidente do país, Lenín Moreno, transferiu capital de Quito para Guayaquil após uma onda de protestos ter tomado as ruas do país.