eletricidade

Indígenas e venezuelanos em Roraima ganham doações da Agência da ONU para Refugiados
BR

Foram entregues 580 lâmpadas solares, 850 lonas de polietileno e 2,4 mil fardos de fraldas; mais de 4 mil pessoas afetadas pelas fortes chuvas do município de Normandia, norte do estado, foram beneficiadas. 

Desigualdade é obstáculo para acesso universal à energia sustentável 
BR

Novo relatório mostra que mais de 1 bilhão de pessoas tiveram acesso à eletricidade em todo o mundo na última década; impacto financeiro da Covid-19 tornou serviços básicos inacessíveis para mais 30 milhões de cidadãos. 

Ministro do Ambiente de Portugal, João Pedro Matos Fernandes

A liderança portuguesa na neutralidade carbónica é realçada nesta conversa com o ministro do Ambiente de Portugal, João Pedro Matos Fernandes. Em Nova Iorque, o representante participou no Encontro de Cúpula de Ação Climática que aconteceu à margem dos debates de alto nível da 74ª Assembleia Geral.

Portugal realça liderança na transição para uso de fontes renováveis de energia

Cerca de 55% da eletricidade consumida no país são produzidos a partir de fontes renováveis; investimento português em parcerias em países lusófonos chegou a € 10 milhões em quatro anos.

ONU em Genebra apresenta exposição sobre desenvolvimento africano

Sede da organização abriga obras de artistas dos 54 países do continente; organizador da exibição “Luz de África” afirma se tratar do primeiro evento desta magnitude.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

ONU em Genebra apresenta exposição sobre desenvolvimento africano

África: análise indica sinais promissores de projetos independentes de energia

Banco Mundial recomenda iniciativas muito maiores a serem espalhadas para mais 29 nações subsaarianas; região tem 126 projetos do género que envolveram mais de US$ 25 mil milhões.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

África: análise indica sinais promissores de projetos independentes de energia

Pnuma quer fazer chegar mais energia a partir de resíduos em África

Agência elogia processo de produção simultânea de calor e de eletricidade, que envolve até o açúcar; número de africanos sem acesso à rede elétrica no continente deve chegar a 700 milhões até 2030.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Pnuma quer fazer chegar mais energia a partir de resíduos em África