economia

Cepal reduz para 1,3% estimativa de crescimento para América Latina e Caribe em 2019
BR

Para o Brasil, a previsão é de avanço de 1,8% este ano, frente a 2% previstos anteriormente; guerra comercial entre Estados Unidos e China continua sendo um risco; ligeira queda de 5% no nível médio de preços dos produtos básicos é esperada.

FMI elogia reformas económicas implementadas para superar crise em Portugal

Taxa de desemprego caiu de 16% em 2013, para os 7% em 2019; Europa deve fortalecer as suas defesas contra a crise e progredir na direção da integração; exportações e o turismo continuam a crescer.

Projeto do Banco Mundial impulsionará agricultura sustentável no Brasil
BR

Iniciativa com o governo do estado da Paraíba buscará reduzir impactos das mudanças climáticas sobre os produtores rurais do semiárido.*

Michelle Bachelet elogia Portugal por apoio à integração de migrantes

Relatório apresentado ao Conselho de Direitos Humanos destaca legislação que permite entrada e permanência de migrantes por questões humanitárias; chefe de direitos humanos alertou sobre ameaça da “crescente desigualdade global”.

Chefe humanitário visita Maláui e Zimbabué para avaliar resposta internacional

Mark Lowcock estabelece contato com populações, representantes governamentais e da comunidade internacional; deslocação acontece entre quarta-feira e sábado.

Impacto da inteligência artificial na economia é significativo, revela ONU

Organização Mundial de Propriedade Intelectual  prevê que computação tenha um “efeito revolucionário”; mais da metade das invenções identificadas foram publicadas desde 2013; empresas japonesas, americanas e chinesas têm maior número de patentes.

Saiba mais sobre o Fórum Económico Mundial de Davos

Secretário-geral e alta comissária dos Direitos Humanos estão entre os representantes da ONU que participarão; encontro reúne representantes das áreas política e económica para debater grandes questões mundiais.

Estudo da ONU aponta riscos para economias de países lusófonos em 2019 e 2020

Novo relatório global também indica melhorias nesses países, mas deixa alguns avisos; especialista aponta questão da dívida pública em Moçambique; Angola depende de preço do petróleo e Brasil deve realizar reformas.

Especialista da ONU avisa que reformas económicas têm de considerar direitos humanos

Reformas devem respeitar diretos fundamentais; impactos potenciais sobre indivíduos e grupos específicos têm de ser analisados; apresentação será feita em fevereiro ao Conselho de Direitos Humanos.

Crescimento da economia global deve permanecer estável em 3% em 2019-2020
BR

Perspectivas econômicas da ONU apontam o Brasil como um dos exportadores com recuperação moderada, 2,1% este ano; mesma tendência acontece com Angola, Moçambique e Cabo Verde; taxa de crescimento desce em Portugal este ano e recupera em 2020.