economia

Angola e São Tomé e Príncipe em ascensão sofrem impacto da Covid-19 

Países de língua portuguesa devem sair do grupo de Países Menos Desenvolvidos em 2021 e 2024, respetivamente; Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento diz que pandemia coloca pressão sobre o processo.

Banco Mundial e Sebrae-SP analisam impacto da pandemia sobre empresas lideradas por mulheres
BR

Estudo mostra que empreendedoras tiveram maior perda de faturamento, mas ainda assim evitaram demitir; elas estiveram mais propensas a adotar protocolos de saúde.

Agência da ONU apoia países lusófonos em transição econômica
BR

Angola deixa de ser país menos avançado em 2021, a menos que esse prazo seja renegociado pelo impacto da Covid-19. A economia de São Tomé e Príncipe deverá atingir este estágio em 2024. 

Prevenir crises de saúde e pandemias é 100 vezes mais barato que remediar 
BR

Novo relatório sobre biodiversidade e pandemias é assinado por 22 especialistas de todo o mundo; agência calcula riscos de infecção por até 850 mil vírus desconhecidos na natureza e pede ações de governos; documento relaciona atividades humanas às pandemias.

ONU alerta sobre desnutrição infantil aguda sem precedentes no Iêmen 
BR

Com mais de meio milhão de vítimas, sul do país registra recorde de taxas em menores de cinco anos; chefe humanitária no país enfatiza iminência de “situação irreversível” com risco para geração inteira de crianças. 

Covid-19 reduz investimento direto estrangeiro pela metade, no Brasil queda de 48% 
BR

Novo relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, incida maiores perdas em países desenvolvidos; tendência de queda permanece até fim deste ano; maiores perdas ocorreram na Itália, nos Estados Unidos e no Brasil, o único país de língua portuguesa no relatório. 

Chefe da ONU diz que Agenda 2030 é modelo global para futuro melhor 
BR

Relatório anual da organização realça mecanismos de solidariedade para recuperação de economias em desenvolvimento, destaca fundo de 10% do PIB global para recuperação da Covid-19 e diz que Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são mais relevantes que nunca.

África perde cerca de US$ 88,6 bilhões por ano em fluxos ilícitos de capitais
BR

O valor equivale a 3,7% do Produto Interno Bruto, PIB, do continente, segundo Relatório 2020 sobre Desenvolvimento Econômico em África; documento revela que conter a fuga de capitais e dos fluxos financeiros ilícitos no continente poderia gerar novos fundos para responder à crise da Covid-19.

Debate na ONU destaca desafios e oportunidades da recuperação pós-Covid-19
BR

Encontro foi organizado pelo Departamento Econômico e Social da ONU e seu Conselho Consultivo de Alto Nível; ex-ministra das Finanças, do Planeamento e da Administração Pública de Cabo Verde, Cristina Duarte, e ex-ministra do Ambiente do Brasil, Izabella Mônica Vieira Teixeira, fazem parte do órgão e participaram da iniciativa.

Reunião de líderes mulheres defende renascimento da economia para Agenda 2030
BR

Mesa redonda com economistas jovens contou com secretário-geral e vice-secretária-geral da ONU e debateu urgência de se adotar um modelo sustentável para o mundo pós-Covid; Guterres realçou crescimento da pobreza e da fome, além de uma geração inteira de crianças sem acesso à educação.