dívida externa

Especialista da ONU avisa que reformas económicas têm de considerar direitos humanos

Reformas devem respeitar diretos fundamentais; impactos potenciais sobre indivíduos e grupos específicos têm de ser analisados; apresentação será feita em fevereiro ao Conselho de Direitos Humanos.

ONU faz alerta contra mais medidas de austeridade para Grécia
BR

Especialista independente da organização pediu aos credores que avaliem os impactos do acordo sobre os direitos humanos; Juan Pablo Bohoslavsky afirmou que está seriamente preocupado com relatos de falta de remédios e comida no país.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU faz alerta contra mais medidas de austeridade para Grécia
BR

Cepal: governos e especialistas ressaltam financimento para desenvolvimento
BR

Autoridades da região indicam ser preciso repensar a arquitetura financeira internacional e colocar a inclusão no centro da agenda pós-2015; conferência internacional sobre o tema acontece em julho na Etiópia.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Cepal: governos e especialistas ressaltam financimento para desenvolvimento
BR

Chefe da Comissão Económica defende perdão da dívida em região de ébola

Carlos Lopes saudou decisão de aliviar as dívidas externas da Guiné Conacri, da Líbéria e da Serra Leoa; Fundo Monetário Internacional informou que as três nações receberão verbas de US$ 100 milhões no total.

Mônica Villela Grayley,  da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Chefe da Comissão Económica defende perdão da dívida em região de ébola

Países desenvolvidos precisam acelerar doações para cumprir ODM
BR

Objetivo de Desenvolvimento do Milênio número 8 prevê que essas nações doem 0,7% de seu PIB para assistência a nações menos favorecidas; no ano passado, US$ 180 bilhões não foram entregues.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Países desenvolvidos precisam acelerar doações para cumprir ODM
BR

Desemprego e endividamento continuam a desafiar Portugal, diz FMI

Cerca de quatro em cada dez jovens estão sem trabalho; órgão prevê que taxa de desemprego pode reduzir para menos de 15% somente no próximo quinquénio.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -