Direitos Humanos

Oficiais do Sudão fazem treinamento em direitos humanos

Objetivo da formação foi informar os militares sobre os princípios e padrões dos direitos humanos básicos e da lei humanitária internacional.

Enviada da ONU critica casamento forçado de meninas

Representante especial do Secretário-Geral da ONU sobre Crianças e Conflitos Armados, Radhika Coomaraswamy, denunciou práticas de violência contra crianças e mulheres na Somália.

Guineenses empenhados na democracia, diz ONU

Enviado da ONU para a África Ocidental, Said Djinnit, elogiou conclusão pacífica da segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Conacri.

Crianças migrantes na AL sob risco de exploração, diz Unicef (Português Brasil)

Um em cada cinco migrantes é menor; pesquisa serve de base para debates no 4º Fórum Global sobre Migração e Desenvolvimento, aberto nesta segunda-feira em Porto Vallarta, no México.

Eleição em Mianmar ‘não foi suficientemente transparente’
BR

Em nota, Secretário-Geral disse que país tem agora responsabilidade de levar um novo começo a seus cidadãos; foi a primeira votação em 20 anos na história da nação asiática.

Acnur renova apelo a proteção internacional de Somalis no Quénia

Os conflitos no país causaram grande número de deslocados; muitos fugiram para o Quénia, onde vivem em condições precárias, o que piorou com a ordem de expulsão que receberam.

Unesco lança manual sobre operação de escolas após desastres
BR

A segunda edição do "Guia de Planejamento Educacional em Situações de Emergência e Reconstrução" está sendo lançado nesta sexta-feira em Paris.

EUA dizem na ONU que fecharão prisão de Guantánamo
BR

Em sessão que avaliou situação do país no Conselho de Direitos Humanos, consultor jurídico americano ressaltou que seu governo não apoia o uso de tortura.

Unamid preocupada com raptos de ativistas e jornalistas

Conflitos no país prolongam-se há sete anos; crimes ocorrem em Cartum, capital do Sudão.

ONU quer proteção para comunidades religiosas no Iraque
BR

Alta comissária de Direitos Humanos disse que governo tem que fazer mais para evitar o aumento da violência sectária; no domingo, 52 pessoas foram mortas dentro de uma igreja católica em Bagdá.