Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital

Nações Unidas reforçam apelo à eliminação da mutilação genital feminina

Unicef, Fnuap e ONU Mulheres pedem medidas para a erradicação da prática até 2030 ; este 6 de fevereiro marca o Dia Internacional da Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina;  cerca de 200 milhões de meninas e mulheres foram vítimas da prática.

200 milhões sofrem com impactos da mutilação genital feminina
BR

Este é o total de mulheres e meninas que foram submetidas ao procedimento; enviada da ONU para a Juventude visita África e pede implementação de leis para que a prática seja abandonada.

Moçambique deve pesquisar “casos recentes de mutilação genital feminina”

Apelo é de ONG parceira da ONU mulheres e Unicef que cita casos em comunidades de migrantes; coordenadora da Wlsa-Moçambique aponta fala de incapacidade de atuar sobre a realidade social e cultural.

Áudio -

Moçambique deve pesquisar “casos recentes de mutilação genital feminina”

Entrevista: Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina

A data é marcada nesta segunda-feira , 6 de fevereiro. No mundo, mais de 200 milhões de meninas e mulheres sofreram a prática, ainda comum em 30 países.

Áudio -

Entrevista: Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina

Trabalhadores de saúde são essenciais para fim da mutilação genital
BR

No Dia Internaconal de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina, Ban Ki-moon reforça importância do apoio de médicos e de profissionais do setor; embaixadora do Unfpa, a atriz portuguesa Catarina Furtado destaca consequências para saúde das vítimas.

Áudio -

Trabalhadores de saúde são essenciais para fim da mutilação genital
BR

Entrevista: Catarina Furtado

Neste 6 de fevereiro, as Nações Unidas marcam o Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina.

Áudio -

Entrevista: Catarina Furtado