Filtrar por conteúdo:

detidos

Mulher onde já foi um jardim de rosas na Ucrânia.
Foto: Danish Red Cross/Jakob Dall

Mais de 1,8 mil pessoas detidas na Rússia por protestarem contra a guerra BR

Escritório de Direitos Humanos lembra que ação militar na Ucrânia viola a lei internacional e já há relatos de civis entre as vítimas ; promotor do Tribunal Penal Internacional declara que TPI poderá exercer sua jurisdição e investigar crimes de guerra e contra a humanidade cometidos em território ucraniano desde 2014. 

Áudio
1'21"

Mais de 100 pessoas detidas desde o fim de semana na RD Congo

Enviado da ONU declarou que atos envolvem polícia, agentes de informação e membros da guarda republicana; operação de paz renova pedido de garantias da promoção e da proteção dos direitos humanos.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

As Nações Unidas registaram a prisão de 113 pessoas desde o fim de semana na República Democrática do Congo, RD Congo.

ONU apreensiva com prisão de diretor de rádio, TV e jornalistas na Gâmbia

Chefe da TV pública e um repórter foram detidos há duas semanas sem razão aparente; lista de encarcerados inclui dezenas de manifestantes, membros da oposição, um juiz e um antigo ministro dos Negócios Estrangeiros.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O alto comissariado dos Direitos Humanos da ONU expressou  preocupação com a detenção de dois jornalistas gambianos que “continuam em situação incomunicável, sem acesso a advogados ou aos familiares”.

Visitas não-anunciadas a presos revelam brechas em práticas da Mauritânia

Relator prepara documento que deve ser apresentado este ano às Nações Unidas; especialista considera comum a falta de investigação de graves queixas de tortura no país da África Ocidental.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Um perito das Nações Unidas disse esta quarta-feira que está preocupado com a "falta quase total de investigações" sobre alegações de tortura e de maus-tratos na Mauritânia.