crise

Chefe da ONU preocupado com crise política na Guiné-Bissau
BR

Em nota, António Guterres disse que é preciso exercer máxima moderação e evitar medidas que levem à desestabilização após disputa eleitoral na segunda volta das eleições presidenciais de dezembro.