crise alimentar

Dia da Terra, Covid-19 pode dobrar fome no mundo e proteção de mulheres durante a pandemia

Neste Destaque ONU News, saiba por que o Dia Internacional da Mãe Terra é ainda mais relevante este ano; Covid-19 pode duplicar número de pessoas que enfrentam crises alimentares. E o que está sendo feito para proteger as mulheres durante a pandemia.

Agência da ONU presta ajuda alimentar a 2,5 milhões de afegãos durante seca

Crise já afeta 20 das 34 províncias do Afeganistão; PMA acredita que resposta vai ajudar pessoas a permanecerem em suas casas; Genebra acolhe conferência ministerial sobre o país a 27 e 28 de novembro. 

PMA diz que cerca de 25% da população passa fome em Kassai, na RD Congo

Chefe da agência está na região, onde maioria dos 1,4 milhão de habitantes  fugiu das suas casas; agência quer mais apoio para lidar com insegurança alimentar severa e altos níveis de desnutrição.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

PMA diz que cerca de 25% da população passa fome em Kassai, na RD Congo

OIM: “Iémen está à beira de uma calamidade humanitária”

Diretor da agência pede às autoridades maior acesso humanitário; mais de 3 milhões de crianças iemenitas menores de 5 anos correm o risco de desnutrição aguda grave, devido à fome.

Denise Costa da ONU News, em Nova Iorque.

Áudio -

OIM: “Iémen está à beira de uma calamidade humanitária”

PMA pode estar a poucos dias de cortar ajuda na República Centro-Africana

Agência já reduziu drasticamente a distribuição alimentar em Bangui; refeições escolares foram suspensas na capital centro-africana; fundos escasseiam num ano em que agência prevê “fome sem precedentes”.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

PMA pode estar a poucos dias de cortar ajuda na República Centro-Africana

OMM confirma previsões otimistas de chuvas para a África Austral

OMM confirma previsões otimistas de chuvas para a África Austral

Angola e Moçambique podem ter chuvas acima do normal; El Niño afetou padrões do clima na época chuvosa; efeitos da seca são considerados os mais graves em mais de 70 anos na região.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -