crise

Timor-Leste: ONU vê dupla crise como impulso para nova resposta à economia   
BR

Sistema das Nações Unidas no país revela apoio a metas de recuperação em 2020; grandes prioridades são agricultura e economia, que está na iminência de uma nova contração; governo e parceiros defendem que maior inclusão pode melhorar reconstrução. 

Volume de viagens internacionais é 85% menor na comparação com 2019
BR

OMT fala na “maior crise da história do turismo”, que continua pelo segundo ano consecutivo; cerca de 460 milhões de passageiros a menos viajaram entre janeiro e maio deste ano.

Chefe da ONU preocupado com crise política na Guiné-Bissau
BR

Em nota, António Guterres disse que é preciso exercer máxima moderação e evitar medidas que levem à desestabilização após disputa eleitoral na segunda volta das eleições presidenciais de dezembro.

Chefe humanitário diz que “todos precisam fazer mais” para apoiar Venezuela
BR

Mark Lowcock, que visitou o país por três dias, disse que sofrimento humano não pode ser usado politicamente; ele descreveu riscos como exploração sexual, tráfico e abusos enfrentados, diariamente, por quem tenta fugir da crise.

ONU e União Europeia anunciam Conferência de Solidariedade para Venezuela
BR

Quase 80% dos 4,5 milhões de venezuelanos, que fugiram do país por causa da crise, permaneceram na região da América Latina e do Caribe; Conferência Internacional de Solidariedade será realizada em 28 e 29 de outubro, em Bruxelas, na Bélgica.

Mais de 80% das escolas fecharam devido à crise em Camarões

Segundo Unicef, cerca de 600 mil crianças estão sem acesso à educação; milhares de pessoas carecem de serviços básicos como saúde e água potável; meios de subsistência foram destruídos por causa da violência armada.

Agências da ONU revelam danos após intensificação de confrontos no Iêmen

Pacientes e pessoal de saúde foram atingidos por balas perdidas e um estilhaço em hospital de Hodeida; mais de 50 granadas foram lançadas contra instalações que armazenam alimentos no mar Vermelho.

Venezuela: crise não pode ser resolvida por “imposição de medidas unilaterais”
BR

Avaliação é do secretário-geral da ONU que defende “solução política baseada em diálogo e compromiso”; António Guterres mais uma vez apelou a governo e oposição que reiniciem negociações; já equipe do Escritório de Direitos Humanos indicou padrões de violações em meio a protestos.

Áudio -

Venezuela: crise não pode ser resolvida por “imposição de medidas unilaterais”
BR