conflito no Iémen

Um ano depois de acordo no Iêmen, enviado da ONU vê sinais de mudança para a paz
BR

Em entrevista à ONU News, Martin Griffiths diz que Acordo de Estocolmo podia ter sido melhor implementado; apesar disso, acredita que líderes começam a perceber que não existe nada para ganhar no campo de batalha, mas sim na mesa de negociações.

Conflito no Iêmen, encontro do FMI e criação do Dia Mundial da Língua Portuguesa

Neste #DestaqueONUNews, as últimas notícias sobre o conflito no Iêmen, especialistas do Fundo Monetário Internacional dizem que sem dinheiro não será possível cumprir a Agenda 2030.

Jornal da ONU - 9 de setembro de 2019

Áudio -
5'19"

Aumento da violência no Iêmen preocupa chefe da ONU

Em nota emitida pelo seu porta voz, António Guterres fez apelo para que partes envolvidas cessem hostilidades; dezenas de civis foram mortos e feridos desde 8 de agosto, quando iniciaram combates na cidade de Aden.

Escritório de Direitos Humanos da ONU documenta uma série de ataques no Iêmen
BR

Ações tiveram impacto sobre os civis em todo o país, inclusive em Aden, Taiz, Sanaa, Sadaa, Al Dhale e outras áreas; grupos armados afiliados à al-Qaeda e ao Isil também teriam intensificado suas atividades no país.

PMA começa suspenção parcial de ajuda humanitária no Iêmen
BR

Programa Mundial de Alimentos diz que decisão foi tomada como último recurso após interrupção nas negociações de acordo; prioridade de agência da ONU continua a ser alimentar crianças, mulheres e homens mais famintos do Iêmen.

Meio milhão de pessoas morreriam se a guerra se estendesse até 2022 no Iêmen
BR

Estudo mencionado no Conselho de Segurança alerta sobre implicações do conflito  para segurança e estabilidade regionais; 60% dessas pessoas não resistiria a fatores como fome, falta de assistência médica e causas relacionadas.

Migrantes detidos no Iêmen morrem “em condições desumanas”
BR

Organização Internacional para Migrações está alarmada com relatos de pessoas com doenças preveníveis, baleadas e sofreram com outros tratamentos desumanos em centros de detenção improvisados; conflito no país já dura cinco anos.  Organização Internacional para Migrações está alarmada com relatos de pessoas com doenças preveníveis, baleadas e sofreram com outros tratamentos desumanos em centros de detenção improvisados; conflito no país já dura cinco anos. 

Jornal da ONU - 13 de dezembro de 2018

Áudio -
5'16"

Chefe de Direitos Humanos da ONU pede ação imediata para acabar com sofrimento no Iêmen
BR

Michelle Bachelet disse que “as violações cometidas por uma das partes no conflito não dão carta branca aos outros para que contra-ataquem a todo custo”; crise humanitária do Iêmen é considerada pela ONU a pior do mundo.