combatentes

Escritório da ONU diz que mortos podem chegar às centenas no Iraque