clima

Tripla crise planetária impacta severamente direitos humanos, diz Bachelet
BR

Alta comissária falou ao Conselho de Direitos Humanos sobre como mudança climática prejudica direitos à alimentação, acesso à água, educação e habitação; Michelle Bachelet condena ataques recentes de mineiros ilegais a comunidades indígenas na Amazônia brasileira e está preocupada com decisão sobre marco temporal.  

La Ninã deverá reaparecer ainda este ano, mas temperaturas continuarão altas
BR

Organização Meteorológica Mundial prevê aumento das secas em algumas regiões e maior risco de enchentes em outras áreas; fenômeno cria clima mais ameno, mas ainda assim, temperaturas entre setembro e novembro serão acima da média no Hemisfério Norte.  

Confinamentos e restrições de viagens causaram “queda dramática” nas emissões de poluentes
BR

Novo relatório da Organização Meteorológica Mundial mostra impactos das medidas contra a Covid-19; agência garante que muitos centros urbanos começaram a ver “céus azuis ao invés de nuvens poluídas”; América do Sul foi região com maior queda dos níveis de CO. 

Sete coisas que você precisa saber sobre poluição interna do ar e como se proteger
BR

Agência da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, alerta que 3 bilhões de pessoas ainda utilizam carvão ou querosene em casa; fontes inseguras de combustível são usadas pelos mais pobres do mundo para cozinhar e aquecer os lares. 

Energias renováveis podem levar a acesso universal à energia na África 
BR

Em reunião com líderes do continente, secretário-geral da ONU falou sobre soluções para a crise climática e recuperação da Covid-19; António Guterres lembrou que centenas de milhões de pessoas ainda não têm acesso à eletricidade; na última década, apenas 2% dos investimentos globais em energia renovável foram para África. 

Há muito por fazer contra riscos da crise climática para paz e segurança, diz ONU 
BR

Secretário-geral afirma que mundo precisa priorizar ações climáticas mais robustas, proteger os mais afetados, respeitar direitos humanos e aumentar parcerias; António Guterres aponta 2021 como “ano decisivo para a ação coletiva”.