Cedaw

Comité da ONU recomenda que Cabo Verde priorize avanço da igualdade de género

Em 2018,  todos os casos de feminicídio envolviam mulheres que deixaram seus parceiros; especialistas estão preocupados com uniões de facto que chegam a envolver meninas com 12 anos de idade.

Mulheres foram vítimas de 83% dos casos de violência baseada no género em Angola

Denúncias contra homens perfazem 17% em 2018; governo angolano apresentou avanços em áreas como apoio às vítimas, proteção de meninas e registos de nascimento no Comité da ONU para Eliminação da Discriminação Mulher.

Comité da ONU avalia realidade dos direitos das mulheres em Angola

Cedaw analisa implementação da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres; entidade das Nações Unidas pede informações das autoridades sobre medidas tomadas para lei antidiscriminação.

Comitê da ONU divulga recomendações sobre direitos de mulheres refugiadas
BR

Comitê da ONU divulga recomendações sobre direitos de mulheres refugiadas
BR

Órgão destaca que há várias razões que levam cidadãs a buscar asilo em outro país; objetivo do guia é combater discriminação, perseguição e violação de direitos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Áudio -

Especialistas da ONU denunciam ‘crimes contra honra’ e mutilação genital
BR

Especialistas da ONU denunciam ‘crimes contra honra’ e mutilação genital
BR

Grupo de direitos humanos citou ainda casos de casamento forçado, poligamia e outras práticas justificadas por costumes religiosos e valores inseridos em culturas e tradições patriarcais.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Angola afirma que ‘muito precisa ser feito’ para promover direitos humanos

Progressos do país são discutidos na Revisão Periódica Universal no Conselho dos Direitos Humanos; questões colocadas a Luanda incluem atuação das autoridades em manifestações, tratamento de migrantes e acesso à educação.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Angola afirma que ‘muito precisa ser feito’ para promover direitos humanos

Entrevista: Silvia Pimentel