Casamento precoce

Unfpa diz que 48% das meninas em Moçambique casam-se muito cedo

Realidade dificulta presença delas no processo de desenvolvimento, capacitação e participação efetiva para desenvolvimento da economia do país; muitas ficam inteiramente fora do processo.

Entrevista: Unfpa e desafios das adolescentes em Moçambique

A representante do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, em Moçambique lembrou que 1,2% de meninas do concluíram ensino secundário em entrevista alusiva ao Dia Mundial da População.

Áudio -

Entrevista: Unfpa e desafios das adolescentes em Moçambique

Moçambique divulga estratégia nacional de combate a casamentos prematuros

Evento decorre esta segunda-feira em Maputo; agências das Nações Unidas estarão presentes; segundo dados do Inquérito Demográfico de Saúde, IDS, índice da prática no país é o décimo maior do mundo.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.*

Áudio -

Moçambique divulga estratégia nacional de combate a casamentos prematuros

Unicef intensifica combate ao casamento precoce em Moçambique

A agência presta apoio técnico no país, onde 14% das mulheres com idades entre 20 e 24 casaram antes dos 15 anos; segundo documento conjunto do Unicef e do Unfpa, o casamento prematuro é considerado um dos problemas mais graves de desenvolvimento humano em Moçambique.

Áudio -

Unicef intensifica combate ao casamento precoce em Moçambique

Nova iniciativa da ONU protege milhões de meninas do casamento precoce

Se atuais tendências continuarem 1 mil milhão de mulheres e meninas terão casado enquanto crianças até 2030; Unicef e Unfpa participa na parceria anunciada no Dia Internacional da Mulher.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Nova iniciativa da ONU protege milhões de meninas do casamento precoce

Unicef celebra sucesso na parceria com Moçambique em 2015

O representante da agência destaca quadro legislativo vigente contra o casamento prematuro; em entrevista com a Rádio ONU,  Marcoluigi Corsi  realça fortalecimento do direito e das oportunidades para as crianças.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Áudio -