Carnes

Pandemia causa incerteza no mercado global de alimentos, diz FAO
BR

Relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura traça tendências de 2020-2021 para commodities como cereais, carne, derivados do leite, peixe, açúcar e oleaginosas; comparada à crise do preço dos alimentos em 2008-2009, situação atual revela que países estão mais preparados na resposta.

FAO: Após alta em dezembro, preço de alimentos ultrapassa marca de cinco anos
BR

Índice de Preços dos Alimentos, divulgado por agência da ONU, é o mais alto desde final de 2014; valor está 2,5% acima da marca de novembro; medição aponta influência do Brasil nas categorias alimentares de carnes e açúcar.

Preço global dos alimentos tem ligeira queda em julho
BR

A conclusão está no Índice de Preços dos Alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO; movimentação do real afetou o preço do açúcar.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Preço global dos alimentos tem ligeira queda em julho
BR

FAO relata queda no preço dos alimentos em novembro

Agência das Nações Unidas destaca piora na situação de segurança alimentar em áreas de conflito e com condições climáticas adversas; cerca de 33 países, incluindo 26 em África, precisam de assistência externa para comida.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

FAO relata queda no preço dos alimentos em novembro

Índice de preço dos alimentos atinge menor nível em seis anos
BR

FAO explica que queda brusca no preço dos derivados do leite compensaram alta no preço do açúcar, que subiu 2,5% devido às más condições de colheita no Brasil.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Índice de preço dos alimentos atinge menor nível em seis anos
BR

Preços dos alimentos estáveis pelo terceiro mês consecutivo, diz FAO

Declínio também reflete regresso das chuvas no Brasil, o maior produtor e exportador mundial de açúcar; laticínios baixaram 3,4% em relação a outubro deste ano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Preços dos alimentos estáveis pelo terceiro mês consecutivo, diz FAO