campanha eleitoral

Missão da ONU quer campanha eleitoral justa no Afeganistão
BR

Período que começou no domingo termina em 25 de setembro; ONU fornece assistência técnica para processo com 18 candidatos; três  mulheres estão inscritas para concorrer à eleição como vice-presidentes.

Ministro dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, João Butiam Có

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, comenta a decisão do Conselho de Segurança de estender o mandato do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Uniogbis.  A missão política poderá acompanhar as eleições legislativas de março e as presidenciais que devem ser realizadas em outubro ou novembro deste ano.

 

Conselho de Segurança confiante na realização de eleições na Guiné-Bissau em março

Órgão da ONU analisou situação política no país; debate destacou eleições marcadas para 10 de março de 2019; presença da missão política das Nações Unidas no país será reconfigurada.

Destaque ONU News Especial - 31 de agosto de 2018

#DestaqueONUNewsEspecial, entrevista o primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes. O chefe do governo guineense participou na reunião do Conselho de Segurança que debateu a situação do país.

Unicef quer criança como prioridade no debate eleitoral brasileiro
BR

Unicef quer criança como prioridade no debate eleitoral brasileiro
BR

Fundo apresentou a candidatos e eleitores, pela internet, Agenda pela Infância 2015-2018; documento aborda questões como educação e saúde, além de propostas para os temas; em vídeos, crianças representam candidatos ao pleito.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU condena assassinatos às vésperas das eleições no Afeganistão
BR

ONU condena assassinatos às vésperas das eleições no Afeganistão
BR

Dois funcionários da campanha de um candidato presidencial foram mortos a tiros no sábado; enviado das Nações Unidas ao país, Jan Kubis, destaca que “ataque covarde não pode ser tolerado”.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU responsabiliza forças de segurança da RD Congo por mortes e torturas

ONU responsabiliza forças de segurança da RD Congo por mortes e torturas

Uma investigação independente concluiu que mais 30 pessoas terão morrido na capital congolesa nas mãos dos agentes de autoridade durante a última campanha eleitoral, no fim do ano passado.

Áudio -