Cabo Verde

Destaque ONU News - 5 de dezembro - Especial Cabo Verde

Neste #DestaqueONUNews Especial, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, destacou os desafios do país para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e as mudanças que Cabo Verde gostaria de ver concretizadas na Cplp.

Cabo Verde acredita em reformas na Comunidade de Países de Língua Portuguesa

Ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros e Comunidades participou em reunião de alto nível dos países de rendimento médio na sede da ONU; nação ocupa a presidência da Cplp até 2020.

Jornal da ONU - 26 de novembro de 2018
BR

Áudio -
5'32"

Mulheres e jovens africanos interagem com líderes regionais da ONU em Cabo Verde

Organizadores veem oportunidade para aumentar inclusão na tomada de decisões; Open Day promove diálogo sobre desafios e parcerias com maior ação de mulheres e jovens na África Ocidental e Sahel.

Portuguesa vence festival da ONU com vídeo sobre migrantes cabo-verdianas

Concurso Plural + é dedicado aos temas da migração, diversidade e inclusão social; projeto destaca as mulheres das principais comunidades migrantes que vivem em Portugal; jovem brasileiro foi outro dos distinguidos.

Brasil tem maior porcentagem de pessoas vivendo com HIV em tratamento nos lusófonos
BR

Novo relatório inclui dados de Portugal, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau e Angola; mais da metade dos soropositivos a nível global ainda tem carga viral detectável por dificuldades para realizar exames e problemas no tratamento.

Combate à pobreza em Cabo Verde merece reconhecimento, diz especialista
BR

Relator das Nações Unidas destaca redução observada nos últimos anos; desafios incluem falta de recursos naturais, dimensão da economia e dependência da ajuda ao desenvolvimento.

Estudantes migrantes e deslocados que aumentaram desde 2000 podem ocupar 500 mil salas de aula
BR

Exemplos de Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal aparecem em estudo sobre inclusão de migrantes na educação; Unesco revela que países de baixa e média rendas recebem 89% dos refugiados, mas não têm recursos para satisfazer necessidades de ensino.