Cabo Verde

Ao deixar ONU, embaixador cabo-verdiano prevê “século 21 de África”