boina-azul

Brasileira que ganhou prêmio da ONU treinará integrantes de tropas internacionais
BR

Ex-boina azul foi reconhecida por promover igualdade de gênero em missões de paz das Nações Unidas; com a experiência, ela percorre o mundo em eventos dentro e fora da organização.

Major Sérgio Carrera, primeiro policial militar do Brasil a trabalhar na sede da ONU

O policial militar ocupa o cargo de Gerente de Missão e é membro da Equipe de Crimes Transnacionais e Organizados, na Divisão Policial do Escritório de Estado de Direito e Instituições de Segurança do Departamento de Operações de Paz da ONU. O boina-azul é o primeiro policial militar brasileiro a trabalhar na sede da ONU, em Nova Iorque.

ESPECIAL: Boina-azul do Maláui recebe homenagem póstuma pelo valor excepcional servindo à ONU

Soldado Chancy Chitete é lembrado por família e sobrevivente do combate fatídico que valeu o reconhecimento; secretário-geral cita razões para se ter orgulho das tropas de paz ao entregar a Medalha Capitão Mbaye Diagne para Coragem Excepcional.

Militar brasileira premiada na ONU conta sua trajetória

A capitão de corveta brasileira Márcia Andrade Braga é a vencedora do Prêmio de Defensora Militar do Gênero das Nações Unidas. A boina-azul serve na Missão da ONU na República Centro-Africana, Minusca, desde 2018.

Brasileira vence Prêmio de Defensora Militar do Gênero das Nações Unidas
BR

Márcia Andrade Braga tem título de capitão de corveta e serve na Missão da ONU na República Centro-Africana; organização elogia “excelente exemplo” de atuação feminina na manutenção da paz.

Destaque ONU News Especial com a militar brasileira premiada nas Nações Unidas
BR

A capitão de corveta brasileira Márcia Andrade Braga é a vencedora do Prêmio de Defensora Militar do Gênero das Nações Unidas. A boina-azul serve na Missão da ONU na República Centro-Africana, Minusca, desde 2018.