Birmânia

ONU diz que mundo deve enviar “sinal claro” contra golpe militar em Mianmar
BR

Em nota, secretário-geral condenou “fortemente” repressão violenta que causou pelo menos 18 mortes; António Guterres afirmou que uso de força letal com manifestantes pacíficos é inaceitável; junta militar tomou o poder em 1 de fevereiro após a vitória do partido de oposição, NLD, nas eleições.