aves

África Ocidental e Central em alerta devido ao aumento da gripe aviária H5N1

Camarões já tiveram prejuízos de US$ 20 milhões; FAO ajuda a investigar possíveis casos de contaminação em animais e em seres humanos; surtos na Nigéria provocaram morte e abate de mais de 3,5 milhões de aves.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

África Ocidental e Central em alerta devido ao aumento da gripe aviária H5N1

FAO afirma que nova gripe aviária ameaça produção de aves na Europa
BR

Alemanha, Holanda e Reino Unido registraram casos em fazendas; agência da ONU diz que novo vírus pode ter mais impacto em países de baixa renda; risco é maior nas rotas de migração nas regiões do Mar Negro e do leste do Atlântico

Áudio -

FAO afirma que nova gripe aviária ameaça produção de aves na Europa
BR

FAO descarta transmissão de gripe aviária de pessoas para animais
BR

Segundo agência da ONU, não há provas de que pacientes com H7N9 podem passar o vírus para aves e pássaros; confirmado primeiro caso da gripe aviária fora da China, em uma mulher na Malásia.

Leda Letra, Rádio ONU em Nova York. 

Áudio -

FAO descarta transmissão de gripe aviária de pessoas para animais
BR

Sobe para sete o total de casos de gripe aviária em humanos na China
BR

OMS destaca que risco de mais pessoas serem infectadas é de moderado a alto; fonte do novo vírus A(H7N9) ainda é desconhecida.

Áudio -

Sobe para sete o total de casos de gripe aviária em humanos na China
BR

OMS destaca que risco de mais pessoas serem infectadas é de moderado a alto; fonte do novo vírus A(H7N9) ainda é desconhecida.

Egito e China notificam OMS sobre mortes causadas por gripe aviária
BR

Uma pessoa morreu em cada país; no Egito, aves infectadas estão na origem da contaminação, enquanto na China, o motivo da infecção ainda está sendo investigado.

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

Egito e China notificam OMS sobre mortes causadas por gripe aviária
BR