ataques

Moçambique: crise crescente em Cabo Delgado ainda sem atenção do mundo
BR

Fugindo de ataques insurgentes, cerca de 670 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas na província de Cabo Delgado, em Moçambique, em uma crise crescente que até agora não conseguiu atrair a atenção do mundo. A Agência da ONU para os Refugiados, Acnur, está trabalhando com as autoridades para monitorar e responder às necessidades das comunidades deslocadas e anfitriãs.

ONU condena ataque a sinagoga na Califórnia 

Alto representante para a Aliança das Civilizações considera que se trata de “crime de ódio”; Moratinos compromete-se a desenvolver plano de ação para salvaguardar locais de culto.