ataque

ONU condena ataque suicida que matou pelo menos 40 pessoas no Afeganistão
BR

Em nota, Missão da ONU no país, Unama, informa que muitas crianças podem estar entre as vítimas, e que número de mortes de civis pode subir.

Manuel Matola, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

ONU condena ataque suicida que matou pelo menos 40 pessoas no Afeganistão
BR

Em nota, Missão da ONU no país, Unama, informa que muitas crianças podem estar entre as vítimas, e que número de mortes de civis pode subir.

"Pior ataque da história recente" mata 14 soldados da ONU na RD Congo
BR

Secretário-geral disse que reforços militares já chegaram ao local onde outras dezenas de boinas-azuis da Tanzânia ficaram feridos; comandante das forças de paz na RD Congo coordena resposta no terreno; incidente ocorreu no Kivu do Norte, no leste.

Áudio -

"Pior ataque da história recente" mata 14 soldados da ONU na RD Congo
BR

Secretário-geral disse que reforços militares já chegaram ao local onde outras dezenas de boinas-azuis da Tanzânia ficaram feridos; comandante das forças de paz na RD Congo coordena resposta no terreno; incidente ocorreu no Kivu do Norte, no leste.

ONU condena ataques que mataram pelo menos 70 em Mianmar
BR

Ações coordenadas alvejaram vários postos policiais e uma base militar no estado oriental de Rakhine; Nações Unidas dizem que continuam a acompanhar a situação.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

ONU condena ataques que mataram pelo menos 70 em Mianmar
BR

Soldado de paz entre os mortos em ataque a acampamento da ONU no Mali
BR

Dois elementos do grupo de invasores perderam a vida após resposta internacional em Douentza; operação de paz deplora ataque terrorista ocorrido esta segunda-feira.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Soldado de paz entre os mortos em ataque a acampamento da ONU no Mali
BR

ONU condena ataque a mesquita afegã que matou pelo menos 30 fieis
BR

Secretário-geral António Guterres afirma que atentados deliberados a civis são claras violações dos direitos humanos e da lei humanitária internacional.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -