assassinato de jornalistas

Alta comissária da ONU alarmada com restrições a jornalistas durante pandemia
BR

Em comunicado, Michelle Bachelet relatou casos de intimidação e até detenções em vários países contra órgãos de mídia independentes; para a chefe de Direitos Humanos, informação é vital para combater o novo coronavírus; e medidas são “pretexto” para censura.

Jornal da ONU - 20 de janeiro de 2020

Áudio -
4'41"

Diminuem assassinatos de jornalistas em 2019, mas Unesco continua preocupada com impunidade
BR

Em comunicado Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura diz que 56 profissionais foram assassinados no ano passado contra 99 em 2018; América Latina e Caribe é a região mais violenta, seguida de Ásia- Pacífico e países árabes; quase 90% dos crimes permanecem impunes.

Grupo armado deve libertar 3 mil crianças no Sudão do Sul

Anúncio foi feito pelo Unicef esta terça-feira; primeira etapa realizada com 280 menores no estado de Jonglei, no leste do país africano; em nota separada, Missão da ONU no país condena assassinato de 11 civis, incluindo cinco jornalistas.

Áudio -

Grupo armado deve libertar 3 mil crianças no Sudão do Sul

ONU condena assassinato de jornalista na Somália
BR

Representante especial do Secretário-Geral ficou chocado com morte de Mohamed Ibrahim Rageh, em Mogadíscio; ele afirmou que quatro profissionais da imprensa já foram assassinados desde o início de 2013.

Áudio -

ONU condena assassinato de jornalista na Somália
BR

Representante especial do Secretário-Geral ficou chocado com morte de Mohamed Ibrahim Rageh, em Mogadíscio; ele afirmou que quatro profissionais da imprensa já foram assassinados desde o início de 2013.