António Guterres

Chefe da ONU adverte que mundo se movimenta “na direção errada” 

O secretário-geral defende que líderes a caminho da maior reunião anual das Nações Unidas podem impulsionar o multilateralismo para prevenir ou enfrentar crises como a Covid-19, as alterações climáticas e questões de segurança em diferentes países e regiões.  

Entrevista: Marcelo Rebelo de Sousa fala à ONU News sobre reeleição de Guterres e desafios pós-Covid-19

Presidente de Portugal conversou com Eleutério Guevane sobre a recuperação da pandemia, a Conferência dos Oceanos, marcada para julho de 2022 em Lisboa, a ação portuguesa para mais acolhimento de migrantes e refugiados na Europa e a concertação política da lusofonia para afirmação dos países em vários espaços internacionais. Ele esteve em Nova Iorque, na semana passada, para participar da cerimônia de eleição de António Guterres para um segundo mandato à frente da ONU, que começará em janeiro de 2022. Neste Destaque ONU News, de 21 de junho, acompanhe a primeira parte da entrevista de Marcelo Rebelo de Sousa.

Guterres pede maior solidariedade após 2 milhões de mortes pela Covid-19
BR

Número de mortes globais por Covid-19 chegou a 2 milhões; em mensagem, secretário-geral, António Guterres,  disse que "infelizmente, o impacto mortal da pandemia foi agravado pela ausência de um esforço global coordenado"; leia o texto na íntegra. 

Mundo chega a 2 milhões de mortos por Covid-19
BR

Neste 15 de janeiro de 2021, o número de mortes globais por Covid-19 chegou a 2 milhões. Em mensagem, o secretário-geral, António Guterres, diz que por trás desse número impressionante estão nomes e rostos. Ele disse ainda que "infelizmente, o impacto mortal da pandemia foi agravado pela ausência de um esforço global coordenado". Acompanhe no vídeo e leia o texto na íntegra.