Angola

Agência da ONU apoia países lusófonos em transição econômica
BR

Angola deixa de ser país menos avançado em 2021, a menos que esse prazo seja renegociado pelo impacto da Covid-19. A economia de São Tomé e Príncipe deverá atingir este estágio em 2024. 

Angola é 30º país a ratificar Zona de Livre Comércio Continental Africana 
BR

Área deve entrar em vigor em 1 de janeiro de 2021 depois de um adiamento de seis meses devido à pandemia de Covid-19; Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique assinaram acordo, mas ainda não ratificaram o tratado. 

Agência da ONU vê mais oportunidades para Angola em criação de abelhas 
BR

Pais africano pode expandir capacidade de produção de mel diversificando economia com novas regras e técnicas modernas; cálculos da Unctad indicam que produção pode mais que dobrar. 

Angola se destaca entre lusófonos por ações contra pandemia sensíveis ao gênero 
BR

Decisões angolanas consideram combate à violência a mulheres e meninas, apoio a cuidados não remunerados e reforço da segurança econômica; Brasil teve maior número de medidas entre o grupo de nações; análise da ONU cita Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe. 

Covid-19, conflitos e crise climática formam ameaça tripla à saúde materno-infantil
BR

Angola, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe mencionados em relatório da Iniciativa Cada Mulher, Cada Criança; em análise da década, agências da ONU chamam atenção para efeitos da pandemia e casamentos precoces. 

Íntegra do discurso do presidente de Angola na Assembleia Geral

Vídeo do discurso do presidente de Angola, João Lourenço, no primeiro dia do debate geral da Assembleia Geral de líderes internacionais em Nova Iorque. Veja o discurso na íntegra. 

Angola diz que Covid-19 afetou esperanças de revitalização da economia do país 
BR

Presidente da nação africana de língua portuguesa, João Lourenço citou medidas tomadas pelo governo para responder a crise; ele também pediu a ampliação do Conselho de Segurança como parte do processo de reforma da ONU e das necessidades do mundo atual. 

Assembleia Geral espera participação recorde de chefes de Estado e Governo  
BR

Nações Unidas abrem nesta terça-feira o primeiro debate geral virtual da história por causa da pandemia; líder da ONU, António Guterres, apresenta relatório anual sobre atividades da organização; Brasil é o primeiro a discursar de manhã e Angola o nono da tarde.

Pandemia leva ONU a realizar primeiro debate virtual da Assembleia Geral  
BR

A partir desta terça-feira, 22 de setembro, chefes de Estado e Governo enviarão discursos gravados com duração de 15 minutos; Brasil é o primeiro a falar seguido por Estados Unidos, Turquia, China e Chile; Angola será o nono orador da tarde da abertura; último lusófono na lista, Cabo Verde assume o sétimo discurso na tarde de sábado.

ONU-Habitat quer unir cidades lusófonas em intercâmbio virtual sobre lições da pandemia
BR

Agência encerra, neste 10 de setembro, prazo de inscrições de eventos para participar no Circuito Urbano 2020 em outubro; processo oferece apoio a iniciativas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.